Use a natureza a seu favor em suas pescarias

A primeira dica e talvez a mais importante que todo pescador deve saber, são as regras da natureza.

A natureza através de milhões de anos de evolução, continua comandando a vida em nosso planeta Terra, através das 4 estações do ano. Primavera, Verão, Outono e Inverno.

 

Em cada estação, tem um sentido para a natureza, principalmente em regiões tropicais como o Brasil, concentrando a maior diversidade de vida.

Primavera:

É a estação de renovação onde os vegetais florescem com novas folhas, se preparando para gerar frutos e sementes, que além de perpetuar a espécie, servem de alimentos para muitos animais, insetos, pássaros, peixes… Também é a época da procriação dos animais . É a promessa de novas vidas saudáveis.

 

Verão:

Estação de fartura de alimentos através de frutas, larvas, insetos. Estação de criar os filhotes, que muitos deles servem de alimento na cadeia alimentar. Essa é a estação mais propícia para se pegar peixes. O instinto deles estimula a alimentação gerando competição pela comida, facilitando a captura.

 

Outono:

Tempo de se preparar para a renovação novamente. Os vegetais perdem as folhas para começar a guardar vitalidade para o novo ciclo de vida. Os peixes sentem isso e começam a desacelerar sua conduta se preparando para uma época de pouco alimento.

 

Inverno:

Época de pouco alimento onde a maioria dos seres vivos procuraram  economizar vitalidade, não gastando energia, se preparando para a procriação da primavera. No caso dos peixes, as fêmeas produzem os ovos que estarão disponíveis na primavera.

 

Na natureza, sempre tem as exceções de espécies que se adaptam para tirar melhor proveito do ciclo natural. Mas de forma geral, a grande maioria segue o ciclo das 4 estações.

 

As 4 estações também determinam épocas de frio e calor, como também época de seca e cheias com muitas chuvas e enchentes.

Para nós pescadores o importante é saber que em cada estação, teremos que pescar de uma forma ou com detalhes e iscas diferentes. Só lembrando que na estação de reprodução não podemos pescar nos rios e no mar, os peixes nativos (época do defeso protegidos por lei). Também o nosso País é muito grande envolvendo, rios, lagos, canais e mar podendo gerar condições especiais de pesca. Então essas dicas são muito válidas para pesca de água doce.

 

RESPEITE A NATUREZA

Na pesca, o importante é ter consciência do que se está fazendo. As vezes alguém derruba uma árvore que levou muitos anos para se formar. Normalmente ela tem uma função de fornecer frutos ou ser abrigo de muitos animais. Uma pequena árvore pode ocasionar o desequilíbrio natural da região por fornecer alimento para uma espécie especifica do lugar.

Pode acontecer de se matar um grande peixe que também levou muitos anos para crescer e transformar num reprodutor diferenciado com uma genética boa. Isso ocasiona uma grande perda.

 

Sem ser um ativista fanático, o importante é sempre observar o lugar que se vai pescar. A ideia é sempre contribuir e não destruir.

Deixar lixo, praticar pesca predatória, isso é falta de cultura e nem se fala.

É triste, mas acontece. Hoje vemos alguns YouTubers da pesca mostrando rios assoreados, sem mata ciliar, pescando somente peixes de pequeno porte. Isso é um problema que compromete até as nascentes dos rios e que na maioria das vezes passam despercebidos por nós.

 

E como nós pescadores podemos contribuir com isso? É sempre divulgando o que é certo, para que mude a cultura de quem é responsável pelo problema.

 

Grande abraço e boa aventuras!

 

Equipe Nautika

 

(Texto por: Nelson Chiba com adaptações por Nautika) Nelson Chiba: Consultor e instrutor de pesca, especializado em pesqueiros. E-mail: nelsonchibapesca@gmail.com | YouTube:  Nelson Chiba

 

Veja também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *