Quais as diferenças no tipo de enchimento dos sacos de dormir?

A conversa sobre sacos de dormir ainda não acabou! Já vimos sobre as faixas de temperatura e como fatores externos podem influenciar na sua percepção de frio, já entendemos que nunca se deve comprar um saco de dormir pela sua temperatura extrema e etc, mas e quanto aos enchimentos? Quais as diferenças no tipo de enchimento dos sacos de dormir?

Bom, basicamente existem dois tipos de enchimentos de sacos de dormir, os de fibra sintética, ou seja, fibras fabricadas pelo homem e os de pluma de ganso, ou seja, naturais.

Ambos os tipos de enchimentos possuem vantagens e desvantagens, vamos a elas:

 

Sintéticos

São mais baratos que os de pluma, bem mais baratos! E essa já é uma grande vantagem. Outra vantagem é que continuam isolando o calor (ou seja, continuam eficientes) mesmo úmidos, então mesmo que tenha dado mole na sua caminhada e deixado seu saco de dormir sintético molhando na chuva, ele vai funcionar e lhe aquecer. Mas nem tudo são flores e por ser preciso uma quantidade maior de enchimento para se alcançar as temperaturas desejadas, os sacos sintéticos são mais pesados e volumosos, então essa é uma desvantagem desse tipo de saco de dormir.

Sacos de dormir: Fibra sintética ou pluma?

Sacos de dormir: Fibra sintética ou pluma?

Pluma

As plumas podem ser de ganso ou pato, e são os enchimentos mais eficientes que existem, pois com uma menor quantidade de enchimento se consegue uma grande capacidade de isolamento, portanto os sacos de pluma são mais leves e compactos que os sintéticos, e essa é sua grande vantagem, porém são muito mais caros que os sintéticos e – ao menos que a pluma tenha tratamento DRY  – que não podem molhar, pois molhados eles perdem sua capacidade de isolamento térmico. Vale dizer que após secar o saco de pluma vai retomar sua capacidade de isolamento, então se o saco molhar ele não estraga, apenas perde a eficiência até estar seco de novo.

Existem dois pontos que devem ser observados em um saco de pluma, a qualidade da pluma, no que diz respeito ao poder de compactação/inflar, que é conhecido como FILL POWER (quanto maior o número do FILL POWER mais a pluma é capaz de se compactar e retornar ao estado que isola o calor) e a relação pluma/pena que é utilizado no enchimento, pois é economicamente inviável um saco com 100% de pluma de ganso, então é acrescentado a esse enchimento penas também.  A proporção mínima para que valha a pena investir em um saco de pluma seria 70/30 ou seja, 70% de pluma de ganso e 30% pena. Qualquer relação menor que essa (mais pena) passa a ser desvantagem comprar um saco assim.

 

É bom lembrar que marcas consagradas mundiais utilizam plumas homologadas por uma instituição que garante que não houve maus tratos animais na extração dessa pluma, então em sacos de dormir da DEUTER e SEA TO SUMMIT por exemplo é possível ver o selo da RDS (Responsible Down Standard), que garante a origem da pluma.

 

Falamos mais um pouco sobre sacos de dormir e o assunto não acabou… Em breve vem mais!

 

Curtiu nosso post de hoje? Lembrando que se houverem dúvidas, críticas ou sugestões de review, nós ficaremos muito felizes em responder. Então é só deixar o seu comentário!

Veja também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *